Buscar
  • adrianagonbueno

Como a depressão materna afeta os filhos?



Apenas uma mãe e o próprio filho conhecem o laço que os une. No entanto, existem fatores externos e internos capazes de afetar essa poderosa relação.


A influência que os pais exercem sobre os filhos é crucial para o desenvolvimento da criança. O humor da mãe, por exemplo, tem uma enorme força que será de grande importância nos primeiros momentos após o nascimento.


Uma mãe deprimida desconecta seu impulso vital e priva seu filho da afetividade de que ele tanto precisa. Por isso, o comportamento do bebê pode ser alterado, prejudicando os relacionamentos sociais no futuro.


Outro efeito significativo de como a depressão afeta o relacionamento entre mãe e filho é a insegurança. A mulher, em seu papel de mãe, é capaz de oferecer segurança, tranquilidade e calma ao bebê. Quando ela está em um quadro depressivo, a proteção emocional fica abalada e isso pode levar a consequências psicológicas a longo prazo para a criança.


É importante ressaltar que nada disso é culpa da mãe. A depressão é uma doença séria que exige tratamento adequado. Por isso, se você sente que a condição está prejudicando o seu bem-estar e o relacionamento com a sua família, procure o acompanhamento de um psiquiatra!


Dra. Adriana Gonzalez Bueno

CRM 176603 RQE 79903

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo