Buscar
  • adrianagonbueno

Depressão pós-parto paterna


Será que a depressão pós-parto atinge apenas as mães? Saiba que a resposta é não!


A tristeza paterna após o nascimento do bebê tem nome e sigla: depressão pós-parto, ou DPP. É claro que ela não surge à toa. Tudo começa quando a rotina vira de cabeça para baixo com a chegada da criança.


Com isso, o homem é inundado de dúvidas como:


Será que serei um bom pai ?

Como cuidar do meu filho(a) ?


Essa situação é propícia para o estresse e ansiedade, que quando fogem do controle dão espaço para a depressão.


Ela normalmente é mais comum entre os pais de primeira viagem ou que não estavam esperando a chegada da criança. Isso porque a inexperiência é um fator crucial para que as mudanças trazidas pela maternidade tenham mais impacto entre esses homens.


Há ainda pais que desenvolvem a DPP logo após a esposa apresentar o problema. Mas calma que não tem nada a ver com melancolia! Acontece que, de uma hora para a outra, o parceiro passa a ser mais cobrado, porque precisa dar atenção redobrada para a mãe e bebê. Essa sobrecarga é capaz de desencadear a depressão.


Somos criados com estereótipos de que o homem não pode dar espaço para os sentimentos. Não deixe o preconceito afetar a sua qualidade de vida! Se você percebe sinais de uma possível depressão, converse com um psiquiatra!


Dra. Adriana Gonzalez Bueno

CRM 176603 RQE 79903


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo