Buscar
  • adrianagonbueno

Mãe solo


Mesmo com grandes avanços, ser mãe solo ainda é considerado um grande tabu pela sociedade.


O termo “mãe solo” vem ganhando popularidade nos últimos anos substituindo a expressão “mãe solteira”. Isso porque ela é carregada de preconceitos e sentimentos negativos!


Saiba que ser mãe não é sinônimo de estar em um relacionamento.


Trazer ao mundo uma nova vida já é um desafio sem igual. Imagine combinado ao julgamento de muitas pessoas que descreditam o valor de uma família monoparental!


Lidar com a crítica da sociedade é um dos maiores desafios das mães solo, sempre cercadas de perguntas como “Mas e o pai?”.


Outro desafio enfrentado pelas mulheres é equilibrar o trabalho externo às atividades da casa. A mãe solo é sobrecarregada com múltiplas funções, tendo que exercer seus afazeres sem deixar de dar a atenção necessária para os filhos.


A sobrecarga, por outro lado, é responsável por prejudicar o autocuidado da mulher. Afinal, não sobra tempo. E quando sobra, a mãe sempre está acompanhada quando quer ler um livro ou apenas tomar um banho demorado.


As inúmeras responsabilidades sobrepesam a mãe solo, que pode sentir-se só e carregar um peso emocional enorme. Por isso, dependendo do caso, é importante procurar o auxílio de médico psiquiátrico. Este pode ser um grande passo para lidar com a maternidade solo.


Dra. Adriana Gonzalez Bueno

CRM 176603 RQE 79903

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo