Buscar
  • adrianagonbueno

Pais também ficam grávidos


“Estamos grávidos!” Já ouviu essa expressão?!


E realmente, os pais, assim como as mães também ficam grávidos. Não literalmente, mas no sentido emocional da palavra, claro!


É que o processo de gestação é algo compartilhado entre pai e mãe. O homem não gera o bebê, mas pode ajudar a montar o ninho para recebê-lo. O ritual de espera da chegada de uma criança modifica a vida da família toda, e isso inclui diretamente o pai. Visto que ele pode assumir o papel de proteger e cuidar da mãe e do bebê, principalmente durante a gestação.


O pai que participa ativamente de tudo que acontece na vida da mãe durante a gravidez, também se sente gerador da vida, na doce espera da chegada da criança, que agora é fruto do amor dos dois.


Em alguns casos, o envolvimento emocional do pai é tão grande que ele acaba desenvolvendo os mesmos sintomas da gravidez, como náuseas, enjoo e aumento de peso. É a chamada Síndrome de Couvage, uma manifestação considerada normal, em que o corpo do pai também apresenta algumas queixas físicas que se assemelham às das gestantes.


O corpo fala! Aí, a frase “estamos grávidos” realmente passa a ter todo o sentido, não é mesmo?!

Dra. Adriana Gonzalez Bueno

CRM 176603 RQE 79903

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo