Buscar
  • adrianagonbueno

Psicose Puerperal


Quem é mãe sabe muito bem que a fase do pós-parto é um momento extremamente desafiador. Ainda que seja um período de conexão entre mãe e filho, o puerpério ainda é bastante romantizado e sempre falo que é um momento de grande vulnerabilidade emocional e psíquica.


Uma das condições que pode ocorrer no pós-parto é a psicose puerperal. Você já ouviu falar?


Diferentemente da depressão, o transtorno provoca uma espécie de afastamento da realidade: a mulher passa a vivenciar delírios ou alucinações. Toda essa situação pode gerar uma forte angústia nessa mulher. Em caso muito graves, ela pode não ser capaz de reconhecer seu bebê como seu ou mesmo como um bebê, chegando até a ameaçar a segura da criança ou da própria mãe.


O diagnóstico da condição pode ser bastante desafiador. Isso porque o quadro pode ser confundido com o momento de adaptação à realidade materna, ou com depressão pós-parto ou ainda, pode haver grande resistência da mulher em procurar ajuda até por sentir-se paranoica e achar que alguém pode fazer mal a ela ou o bebê.


Mas não se engane! A adaptação é marcada pelos sentimentos de euforia, irritação e agitação, enquanto que nos quadros de psicose a mulher sofre de alucinações (vozes, por exemplo), desorganização e delírios.


Se você se identifica ou identifica alguém com esta situação, não hesite ao procurar a ajuda de um psiquiatra! O acompanhamento salva vidas e pode melhorar consideravelmente a sua qualidade de vida.


Não se esqueça de compartilhar este post. Precisamos falar sobre a saúde mental das mulheres!


Dra. Adriana Gonzalez Bueno

CRM 176603 RQE 79903


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo