Buscar
  • adrianagonbueno

Uso de drogas na gestação


O consumo de drogas no Brasil é um verdadeiro problema de saúde pública. O seu uso indevido é capaz de aumentar as ocorrências sociais, como crises familiares, violências e internações em hospitais e clínicas.


A cada ano, o número de pessoas usuárias de entorpecentes vem aumentando consideravelmente. Infelizmente, a expansão do consumo de drogas também afeta as mulheres em idade fértil.


O uso ou dependência de substâncias psicoativas durante a gravidez provoca consequências físicas e mentais graves para a mãe. Os prejuízos também atingem o bebê, já que a maioria dessas substâncias ultrapassa a barreira placentária e consegue chegar até a corrente sanguínea do feto.


Além disso, gestantes que fazem uso de drogas também são menos propensas a procurarem os cuidados pré-natais, e têm taxas mais elevadas de HIV, hepatite e outras ISTS.


Mas a boa notícia é que o uso de drogas na gestação tem tratamento ‼️


O cuidado é multidisciplinar, aliando o acompanhamento médico no pré-natal com o auxílio de psicólogos e psiquiatras. Além de terapia, há casos em que a medicação é segura para cuidar da gestante e tratar a dependência.


Lembrando que o ideal é suspender o uso de qualquer substância, lícita ou ilícita, durante a gravidez. Os riscos para a saúde da bebê e da mãe são severos, podendo levar até à morte! Mas nem sempre isso é possível.


É de extrema importância a conscientização das mulheres a respeito das graves consequências do abuso de substâncias no período na gestação e pós-parto. Isso deve fazer parte da assistência primária à saúde!


Dra. Adriana Gonzalez Bueno

CRM 176603 RQE 79903

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo